Foto Panorâmica do Sul da Ilha de Manhattan

Nova York: roteiro de 2 semanas

Realizei um grande e velho sonho, que era conhecer a cidade que nunca dorme, o centro mais urbano do mundo: Nova York.
Não importa se você a chame de Nova York, New York ou Nova Iorque, é o sonho de muita gente ver de perto esta metrópole que é cenário de tantas histórias e estórias, seja na vida real ou em filmes, séries e livros.
O roteiro abaixo é o que planejei fazer, durante aproximadamente 2 semanas, focando quase exclusivamente em Manhattan. Algumas coisas não foram exatamente como planejado, e quando isso ocorreu, comentei caso-a-caso. Espero que possa ser útil para mais alguém.
Este guia foi organizado com descrições e fotos (quando possível) dos passeios na ordem em que foram planejados (e depois corrigi quando foram executados diferente do planejado) e no fim, tem o roteiro dia-a-dia. Todas as fotos deste artigo foram feitas por mim ou minha mãe, a não ser quando indicado. Por favor, não use sem permissão.
Continue reading…

O enigma da parte interior do braço direito

O conceito vem basicamente do refrão da música “I Am Mine” do Pearl Jam (ouça abaixo). O refrão termina assim:

I know I was born and I know that I’ll die
The in between is mine
I am mine

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

As palavras me levaram a um processo cognitivo intenso de entender quem em minha vida é dono das decisões que ocorrem entre o momento em que você nasce e o fatídico momento em que irá morrer – basicamente, metaforicamente, toda nossa vida.

Parem e pensem nisso: Quem decide nossas vidas? Para ajudar o raciocínio, lembre-se de importantes decisões que teve que tomar – o esporte a praticar quando se tem 7 anos de idade, qual colégio estudar, que curso superior irá fazer, em qual empresa trabalhará, sua namorada, sua esposa, o nome de seu filho… Se provoquem a fazer isso… Talvez vocês ficarão assustados com o resultado. Por isso, ainda há tempo de avaliar, se chocar e se obrigar a mudar. Sempre há tempo para isso.

Queria mostrar algo que remetesse a nosso ciclo de vida – o mais próximo disso que encontrei foi um DNA – nossa essência, hereditariedade, família, criação, coração – é a metáfora mais perfeita de remeter ao que de fato somos. As cores vermelho e azul são os picos e vales que passamos, decisões fáceis e difíceis que tomamos, erradas e certas, se entrecruzando o tempo todo, as vezes se confundindo, ligadas entre si. Por que três ciclos? Não tenho uma resposta para isso – talvez porque mais iria doer exageradamente! DNA - Mine

O mine estrategicamente em cima do DNA é óbvio: as decisões durante todo este ciclo tem que ser minhas, devem ser minhas. Ingênuo, arrogante, individualista, utópico??? Talvez, grande chance de a resposta ser sim. Porém, é a melhor imagem que reflete o planejamento estratégico de uma vida, de um conceito de independência que muito pregam, poucos aplicam. Se sou uma média ponderada de todas as experiência que já vivi, quero que os pesos dessas sejam definidos por mim.

Para resumir, escrevi isso para explicar a pergunta que muitos me fizeram nas últimas semanas e que tive paciência de explicar apenas aos mais importantes. Na verdade, não fiz isso para inspirar ninguém nem para ficar dando explicações desse conceito. Fiz apenas para marcar a essência definidas em 28 anos de vida e que pretendo aplicar até os últimos dias dessa.

Agradecimentos: João Marco e Morbeck

Regras de trânsito

SemáforoEste mês estou renovando minha carteira de motorista . É a primeira vez, no entanto, que tive que fazer a prova de primeiros socorros e direção defensiva. Tinha a opção de pagar R$ 60,00 e o pessoal da auto-escola faz a prova por mim (Brasilzão…), mas com essa grana eu posso comprar muita cerveja.

Então peguei emprestado o livrinho que minha avó havia comprado e comecei a estudar as regras que o governo julgou fundamental qualquer motorista saber. É essencial saber, por exemplo, as velocidades máximas nas “vias locais, coletoras, arteriais e de transito rápido”. Ou que em caso de acidente, se deve chamar o resgate. Eu digo “bullshit!”. As regras que você realmente deve saber são práticas e juntei algumas delas abaixo.

  1. Convenções básicas: verde significa “ande”; amarelo significa “atenção, pare”; e vermelho, “pare, porra!”.
  2. Reforçando a convenção acima, o amarelo do semáforo não significa “acelere senão o sinal fecha!”.
  3. No sinal, deixe a porra da primeira marcha engatada e quando o sinal abrir arranque. Não espere que o motorista de trás tenha que te lembrar.
  4. Você dirige um carro e não uma jamanta, certo? Portanto, você não precisa usar a pista da esquerda para virar para a direita, e vice-versa.
  5. Quando um outro motorista der seta avisando que precisa entrar na pista que você está, deixe de ser filho da puta e deixe o cara passar. Certamente vai acontecer com você um dia.
  6. As faixas no asfalto das avenidas e ruas com mais de uma pista não são para enfeite, e se você não tem inteligência suficiente para saber onde estão as rodas do seu carro, melhor andar de bicicleta que as rodas são visíveis de onde você está sentado.
  7. Adendo à regra 6: Faixas pintadas no asfalto tem significados. Aprenda-os. O mesmo vale para estacionamentos – parar com seu carro sobre uma faixa que delimita vagas deveria ser passível de dano ao veículo infrator.
  8. Se você não sabe fazer baliza, tenha humildade para parar num estacionamento e não foda a vida de quem está com pressa. Ah! Se você não gosta do seu carro, problema seu. Isso não quer dizer que os outros motoristas achem legal que fiquem dando “totó” nos seus carros para poder estacionar.
  9. Largue de ser cavalo e aprenda que se a merda da placa do radar diz 60 km/h, é sessenta de verdade, e não é 20 km/h disfarçado, porra!
  10. A vida anda muito corrida, por isso, se você gosta de passear pelo centrão a 30 km/h, faça isso as 05:00 da manhã.
  11. Que tal dar sinal de que vai entrar em alguma rua se você percebe que tem algum motorista esperando sua importante escolha?
  12. Se o seu namorado vai te deixar na frente do shopping, deixem as preliminares para um local apropriado. Certamente não vai ser a última vez que você o vê, portanto, dê tchau e suma do carro!
  13. Essa é pra você, frustrado sexual que adora botar o rabo numa CG’zinha com escape aberto: Por que você não bota a orelha na merda do escapamento aberto e acelera? Todo mundo sabe que o barulho da sua moto é inversamente proporcional ao seu tato com as mulheres.
  14. Nossa, um acidente! Qual é, nunca viu uma lanterna quebrada? Então você não precisa ficar olhando com cara de otário pra qualquer coisinha que acontece no trânsito e andando como se estivesse num cortejo fúnebre.
  15. Aquela placa hexagonal vermelha e branca com o dizer “PARE” significa… Você adivinhou: Pare!
  16. Quando você chegar em uma esquina em que a preferencial não é sua (veja a dica acima), não vá embicando seu carro na rua esperando que o transito da preferencial pare pra você passar. Uma hora seu carro perde o nariz.
  17. Não é porque você dirige uma moto que pode ignorar as placas de transito. Entrar numa rua “pelo cantinho” não é a mesma coisa que obedecer a sinalização de “Pare”.
  18. Saiba que todo mundo tira você pra comédia quando te vêem com a cara colada no volante. Assim não precisa nem usar o cinto de segurança. Num acidente a sua cara e o painel vão virar a mesma coisa com ou sem cinto.
  19. Quando você estiver dirigindo, deixe o banco com o encosto num ângulo próximo a 90 graus com o assento. Você está dirigindo, não está fazendo a barba, ou assistindo um filme numa poltrona reclinável. Essa é típica dos “manos”, que tem duas vezes o valor do próprio carro em acessórios como luzinhas e retrovisores cromados. Você é ridículo.
  20. Especial para nossos amigos da Polícia Rodoviária: Se é dia de movimento intenso, que tal sair da frente da porra do seu postinho já que é só pra ficar embaçando, fazendo pose de badboy? Que tal desligar a luzes da viatura se não tem nada acontecendo? Que tal cuidar de quem anda pelo acostamento ao invés de ficar revirando o carro dos outros pra achar uma ponta de baseado e dizer: Ahaaaaa!!! Como que a gente “acertamos agora?”

Kawabanga!

kawabangaEste artigo é para justificar minha ausência do asterisko nos últimos meses. Meu novo projeto/trabalho/investimento já está funcionando e agora o site está no ar.

A choperia Kawabanga – Chopp & Friends está funcionando desde outubro de 2008 em São Carlos, SP. É a primeira e única da região que oferece os premiados chopps da catarinense Eisenbahn, além do chopp Primus e as cervejas artesanais da própria Eisenbahn, Baden Baden e Devassa.

No novo site uso o WordPress como um sistema de gerenciamento de conteúdo (CMS, na sigla em inglês) completo, não só como plataforma para blog. É um experimento que aparentemente está dando certo. Visite o site, comente e mande suas sugestões. E, melhor ainda, visite a choperia, tome um chopp e converse comigo pessoalmente!

Código do Motociclista

Motociclista Solitário
Achei o texto abaixo em inglês e o traduzi. Muito pertinente para qualquer motociclista que se preze. O autor é desconhecido.

Eu piloto puramente, e somente, porque é divertido.

Eu piloto porque eu desfruto da liberdade que sinto ao estar exposto aos elementos e da vulnerabilidade ao perigo que é intrínseca à pilotar.

Eu não piloto porque está na moda pilotar.

Eu piloto minha máquina, eu não a visto. Minha máquina não é um símbolo de status. Ela existe simplesmente para mim, e somente mim. Minha máquina não é um brinquedo. Ela é uma extensão do meu ser, e eu a tratarei de acordo, com o mesmo respeito que tenho por mim mesmo.

Continue reading…

DMB no Rio

É clichê total, mas vou começar esse artigo assim:

Ônibus São Carlos – São Paulo (Viação Cometa)R$ 37,15
Lanche no posto rodoviário (Graal 125 Sul)R$ 9,00
Metrô (Portuguesa-Tietê – Praça da Árvore)R$ 2,40
Estacionamento e carona até o About UsR$ 20,00
Ingresso do About Us (Pista Normal)R$ 161,00
Metrô (Consolação – Praça da Árvore)R$ 2,40
Café da Manhã (Bisnaguinhas Wickbold Jack)R$ 3,50
Ônibus 875 (Praça da Árvore – Aeroporto de Congonhas)R$ 2,30
Passagem Aérea OceanAir (Congonhas – Santos Dumont)R$ 171,62
Hotel Ibis Santos Dumont (Estadia)R$ 140,20
Bombons Serenata de Amor na fila do Vivo RioR$ 2,00
Ingresso do Vivo Rio (Pista VIP)R$ 387,00
Camiseta DMB South American Tour 08R$ 40,00
2 águas minerais e 1 guaraná AntarcticaR$ 8,00
Café da Manhã no IbisR$ 10,00
Passagem Aérea OceanAir (Santos Dumont – Congonhas)R$ 167,42
Ônibus 875 (Congonhas – Praça da Árvore)R$ 2,30
Metrô (Praça da Árvore – Portuguesa-Tietê)R$ 2,40
Ônibus São Paulo – São Carlos (Empresa Cruz)R$ 38,85
Lanche no posto rodoviário (Graal Topázio?)R$ 9,00
Táxi Rodoviária – CasaR$ 6,20
Ver a Dave Matthews Band ao vivo, duas vezesNÃO TEM
PREÇO

Continue reading…

Quem te vê tocar assim, não sabe quem são vocês…

Acabo de rever pela 4ª vez o Especial Ao Vivo MultishowLos Hermanos, gravado em alguma casa de shows no Rio de Janeiro, sua terra natal. Depois de assistir este show algumas vezes, me sinto na obrigação de escrever sobre ele para tentar entender o que foi o tufão de sentimentos e idéias que tive e tenho cada vez que vejo este espetáculo.

O primeiro fato a se notar neste show é que Los Hermanos é uma banda adorada, idolatrada, cultuada. Vocês vão me dizer que todas são. Eu digo não, não como Los Hermanos. Na minha sincera opinião, esta banda tem hoje o status que apenas a Legião Urbana conseguiu ter na história musical recente deste país. Gostem ou não, a Legião movia milhares de fãs a cada show que realizava, todos com letras e músicas na ponta da língua e do coração. Foi isso que vi neste show dos Hermanos. Uma banda que produz letras inteligentes e difíceis de se digerir (entendam “digerir” como “entender”), saber decor sua seqüência e significado é algo realmente de quem cultua.

Continue reading…

DMB em Sampa

Dave Matthews Band em São Paulo, foto por Grace OdaDia 28 de setembro de 2008 foi um dia histórico, não só pra mim, mas para inúmeros fãs brasileiros da Dave Matthews Band no Brasil. Sim, é minha banda do coração e o que eu não sabia é que ela é também a banda do coração de milhares de outros brasileiros. Foi uma surpresa agradável.

Ontem, na Chácara do Jóquei, na Vila Sônia, perto de onde “Judas perdeu as botas” em São Paulo aconteceu o Festival About Us. A premissa de um evento “verde”, sobre sustentabilidade deu início a um dos melhores dias da minha vida. Parece infantil ou tietagem, não é? As vezes também acho, mas a verdade é que realmente lavei a alma e realizei um sonho.

Continue reading…

Outro momento surreal do dia…

Acoplamento de BorrachaHá cerca de dois meses atrás publiquei aqui no asterisko um “momento surreal do dia“. Um doido me mandou uma mensagem perguntando sobre um limpa-vidros que ele gostava e não encontrava mais. Pode ser que tenha sido algum doido mesmo, que estava perdido na internet, ou talvez algum outro doido, tornando meu dia mais surreal. Bom, hoje recebi e-mail de outra doida:

gostaria de estar em contato com o setor de compras, pois somos fabricantes
de pçs de borracha, e já fornecemos para algums empresas do seu segmento.
gostaria de até mesmo fazer-lhe uma visita. ass. diane.a Empresa é
(editado por motivos de privacidade). fabricamos toda pç. em borracha
conforme amostra ou desenho.
(site editado por motivos de privacidade). tel 21-2674xxxx

O IP do e-mail dessa doida é de Montevidéu. O endereço dela é do Hotmail e o site que ela forneceu existe. É mesmo uma empresa que fabrica e vende peças de borracha. A Diane devia estar perdida mesmo. Devo admitir, no entanto, que o “acoplamento” que tem no site da empresa parece um pouco com o logo do asterisko!

Importantes lições de vida

Lições de vidaQuando o humorista e autor americano Dave Barry completou 50 anos de idade, ele publicou um livro com diversas lições que ele havia demorado esse tempo todo para realmente compreender. Abaixo, algumas das melhores, encontradas na internet e traduzidas para o português.

Barry definiu um senso de humor como sendo “uma medida da extensão pela qual percebemos que estamos presos num mundo quase totalmente desprovido de razão. Risada é como expressamos a ansiedade que sentimos sobre essa percepção.”
Continue reading…